Publicado por: edisonlsm | 05/02/2011

DCPB – Dia 2

Serra da Mantiqueira no altímetro do carro

Hoje foi um trecho muito curto de carro, menos de 200km. Acredito que será o menor trecho da viagem.

Saímos cedo de Aparecida rumo ao Circuito das Águas de Minas Gerais. Resolvemos ir por uma estrada que é mais longe, mas em compensação é muito mais bonita.

Altitude: 1669,28m

Essa estrada sai da Rod. Pres. Dutra logo no começo do estado do Rio de Janeiro e sobe a Serra da Mantiqueira beirando o parque nacional de Itatiaia. A subida da serra tem 27km e é um trecho muito sinuoso. A estrada começa no estado do RJ, vai para SP, volta para o RJ e finalmente chega a MG.

A divisa RJ/MG fica no local mais alto da estrada, a exato 1669,28m de altura. Desse local sai uma estrada de 17km rumo ao pico das Agulhas Negras que fica a 2791m de altura.

Essa estrada é realmente maravilhosa. Se você precisa chegar rápido ao destino, esqueça essa estrada. Ela não tem acostamento, é difícil passar de 60km/h e ultrapassagens são quase impossíveis. Mas se está com tempo passe por ela, a vista da serra é maravilhosa. E depois da divisa começa a descida da serra e a visão continua por mais um tempo.

BR-354 cruzando a Serra da Mantiqueira e beirando o Parque Nacional de Itatiaia

Cruzília, MG

Nosso destino depois da serra foi Cruzília (MG), uma cidade de 15mil habitantes que fica em um morro. Inclusive, a maioria das cidades nessa região fica em morros. Por ali almoçamos, visitamos uns parentes e fomos para Baependi e depois para Caxambu.

Baependi e Caxambu

São duas cidades pequenas no interior de Minas Gerais, uma com 18 e outra com 21 mil habitantes. Não sei se foi por que já vim umas três vezes aqui ou se foi o sono, mas não tirei nenhuma foto. Só me toquei quando cheguei no hotel.

Baependi tem o santuário de Nhá Chica, que está em processo de canonização. É uma cidade que eu gosto muito, tem uma praça que é em torno da qual a cidade se estrutura e que no Natal fica totalmente decorada, muito bonito mesmo. A grande atração são as cachoeiras, que ficam meio longe do centro da cidade. Há inúmeras cachoeiras catalogadas, e até hoje só tive a oportunidade de conhecer uma.

Caxambu é conhecida pelas águas minerais. Há um parque enorme no meio da cidade onde há várias fontes de água mineral e que pode se encher as garrafas de graça. A maioria das fontes são de água com gás que eu particularmente  não gosto. Tem um lago e também um teleférico que leva até o alto do morro do cristo que propicia uma bela vista da cidade.

———————–

Amanhã seguimos rumo a São Roque de Minas, que fica na beirada do Parque Nacional da Serra da Canastra. Nesse parque está a nascente do grande Rio São Francisco e sua primeira cachoeira. Provavelmente não encontrarei internet lá, então chegando em Uberlândia na segunda faço o post de lá 😉

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: